Bolsa bate novo recorde e fecha em alta de 1,35%

As ações de empresas elétricas voltaram a disparar nesta quinta-feira, dando sustentação à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) que fechou em alta de 1,35%, na máxima do dia, para novo recorde de 19.960 pontos. O volume financeiro foi reduzido a R$ 628 milhões, por causa do feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos. No mercado de juros futuros, as taxas recuaram. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), os contratos com taxas pós-fixadas (DIs), com vencimento em julho, fecharam no patamar de 15,96%, ante 16,06% ao ano de ontem. O contrato com vencimento em janeiro pagou juros de 16,93% ao ano, frente a 16,95% ao ano ontem.O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,9440 na ponta de venda dos negócios, em baixa de 0,14% em relação aos últimos negócios de ontem. A moeda norte-americana iniciou o dia no patamar de R$ 2,9510 e oscilou da máxima de R$ 2,9580 à mínima de R$ 2,9380. Com o resultado de hoje, o dólar registra alta de 2,72% em novembro e acumula queda de 16,84% no ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.