Bolsa bate recorde de negócios e sobe 2%

O mercado financeiro esqueceu um pouco os juros (a maioria aposta na manutenção da Selic) e olhou para a melhora no cenário internacional (EUA crescendo sem inflação) e na economia doméstica (vendas altas no comércio e mais emprego na indústria paulista). No dia do vencimento do Ibovespa Futuro, a bolsa de São Paulo subiu 2,06%, registrando movimento financeiro de R$ 2,301 bilhões e batendo o recorde no volume de negócios: 92.146 transações.O dólar comercial retomou a alta interrompida ontem, influenciado principalmente pelo interesse dos investidores no fortalecimento da taxa média (ptax). O dólar à vista subiu 0,48%, ao fechar a R$ 3,14.No mercado da dívida externa, os títulos brasileiros subiram. Entre os papéis brasileiros mais negociados, o C-Bond fechou em alta de 0,49%, cotado a 90,6250 centavos de dólar. O risco Brasil fechou em queda de 6 pontos em 674 pontos base. No mercado monetário os juros futuros de janeiro encerram o dia em 16,98%, estável em relação a ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.