Bolsa cai 1,44% e dólar sobe para R$ 2,9800

A atuação do Banco Central no leilão de papéis cambiais nesta tarde levou muitos investidores e tesourarias ao mercado do dólares, voltando a assumir posições de hedge (proteção) em moeda norte-americana. O dólar comercial atingiu a máxima de R$ 2,994, com alta de 0,81% em relação aos últimos negócios de sexta, logo após o anúncio do resultado do leilão. Mas acabou desacelerando a alta para encerrar o dia cotado a R$ 2,9800 na ponta de venda dos negócios, em alta de 0,34%.No mercado de juros, o dia foi novamente de poucos negócios e de pequeno ajuste nas taxas futuras. Os contratos com taxas pós-fixadas com vencimento em janeiro, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) pagavam juros de 24,38%, ante 24,19% da sexta-feira passada. O Ibovespa ? índice que mede a valorização das ações mais negociadas da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ? fechou em queda de 1,44% e o volume financeiro somou R$ 822 milhões.Em Nova York, o índice Dow Jones ? que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa norte-americana ? subiu 0,54% e a Nasdaq ? bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet ? caiu 0,32%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.