Bolsa cai ao menor nível desde 30/4

Com IPC-Fipe reforçando aposta em alta da Selic e a queda do índice Dow Jones, Ibovespa recua a 68.673,1 pontos

Claudia Violante, Denise Abarca e Silvana Rocha, O Estadao de S.Paulo

05 de junho de 2008 | 00h00

O IPC-Fipe de maio de 1,23%, acima do esperado pelo mercado e a maior taxa mensal desde fevereiro de 2003, ancorou a alta dos juros antes da decisão do Copom e ajudou na queda da Bovespa. Embora tenham crescido as apostas em elevação de 0,75 ponto porcentual da taxa Selic, ainda prevaleceu a expectativa de 0,50 ponto. Diante disso e da queda dos preços das commodities, a Bovespa operou em baixa o dia todo. Com o recuo à tarde do índice Dow Jones em Nova York em meio à fraqueza do setor financeiro e declarações do presidente do Fed, Ben Bernanke, o Ibovespa terminou em queda de 1,91% (68.673,1 pontos), menor nível desde 30/4, quando o Brasil conquistou o grau de investimento da Standard & Poor''s. Toda a curva de juros inclinou-se mais, e a taxa de janeiro 2010 avançou a 14,22%. O dólar no balcão terminou estável, em R$ 1,629.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.