Bolsa cai em dia nervoso com boato sobre a saída de Meirelles

O mercado financeiro voltou a viver um dia de forte nervosismo com boatos sobre a demissão do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles - prontamente negados pela assessoria do banco. Mas tarde, o próprio Meirelles classificou os boatos de "bobagem, essa notícia não existe". Ele disse que está satisfeito com sua gestão no BC e que a maior preocupação é zelar pela estabilidade da moeda. A bolsa paulista terminou o dia em queda de 2,6%, para 21.684 pontos e giro de R$ 1,2 bilhão. O dólar fechou praticamente estável, a R$ 2,91. Pouco depois das 18h, o risco Brasil subia 11 pontos, para 518. O C-Bond, o título da dívida brasileira mais negociado no mercado internacional, recuou 0,75%, para US$ 0, 97.O presidente do PT, José Genoino, também negou a saída do presidente do BC. "A especulação está solta. O departamento de futrica está ensandecido", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.