Bolsa chega aos 22 mil pontos; dólar cai mais

Os bons fundamentos da economia brasileira estão animando os investidores do mercado financeiro. Também contribuíram os dados da economia norte-americana, indicando a percepção de aumentos de juros contínuos e suaves pelo Federal Reserve ao longo deste ano. Nesta quinta-feira, a Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta de 1,81%, nos 22.064,6 pontos, com volume negociado de R$ 1,378 bilhão. É o maior nível em pontos desde 14 de abril.O dólar comercial fechou em baixa de 0,36%, a R$ 3,015 - menor cotação desde 28 de maio (a R$ 3,09). O risco Brasil fechou em queda de 8 pontos, em 607 pontos base - mais baixo desde fim de abril. No mercado da dívida, o C-Bond encerrou em alta de 0,33%, a 93,6875 centavos de dólar.A queda de 0,36% do dólar foi o grande fator que direcionou hoje o mercado de juros. Na BM&F, os DIs de janeiro, os mais negociados, encerraram o dia em 16,35%, contra 16,42% na quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.