Bolsa comemora isenção da CPMF

O presidente da Bolsa de Valores de São Paulo, Raimundo Magliano, comemorou a manutenção da isenção das operações financeiras do mercado de capitais da CPMF, no substitutivo da proposta de emenda constitucional que prorroga a vigência da CPMF para 2004.Segundo ele, a decisão vai fortalecer a bolsa de valores, trazendo de volta os investidores que migraram para a bolsa da Nova York. Ele disse, ainda, que a isenção abre caminho para transformar a bolsa de valores numa bolsa popular, que vai financiar o desenvolvimento econômico e social do País.Magliano disse que ficou muito apreensivo durante a votação dos destaques à PEC da CPMF, que durou quase três horas, principalmente quando o painel de votação eletrônica apresentou defeito. "Faltou fôlego. A Bolsa de Valores, perto disso aqui, não é nada. Aqui tem muito mais emoção", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.