Bolsa da Europa caem com preocupação sobre bancos e petróleo

O principal índice das ações européiasfechou em baixa nesta segunda-feira, puxado pelo setor bancárioem meio à preocupação com a avaliação de risco de grandesconcessoras de hipotecas dos Estados Unidos. A alta do petróleo após uma sequência acentuada de quedastambém pesou sobre o mercado ao reacender temores de inflação. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300recuou 0,9 por cento, para 1.159 pontos. Foi a terceira quedaconsecutiva do índice. Os bancos foram o destaque negativo depois que a Standard &Poor's alertou, na sexta-feira, que pode reduzir aclassificação da Fannie Mae e da Freddie Mac, principaisempresas do setor de hipotecas dos Estados Unidos. A preocupação cresceu com a decisão do Citigroup de colocaras ações de bancos europeus "abaixo da média do mercado",tirando-os da classificação "neutra". O UBS caiu 5,5 por cento, o Royal Bank of Scotland recuou4,7 por cento e o Barclays teve baixa de 5,3 por cento. "Há um problema bem estabelecido com muitos desses bancos",disse David Bulk, do Cantor Index, em Londres. "Falar em virada do mercado... é provavelmenteprecipitado", completou. "(Agosto) será um mês bem negativo". Mas a queda do mercado foi amortecida pelas ações demineradoras, que subiram junto com os preços dos metais. Asações de energia avançaram antes de importantes resultados dosetor nesta semana e após a alta do petróleo. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de0,75 por cento, a 5.312 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,33 por cento, para 6.351pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 1,2 por cento, para 4.324pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em queda de 0,91 porcento, a 21.771 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 0,91por cento, para 11.484 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve perda de 1,35 por cento,para 8.496 pontos. (Reportagem de Rebekah Curtis) REUTERS SC

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.