Bolsa de Londres cai 1,08%; a de Paris, 1,71%

A Bolsa de Londres fechou com o índice FT-100 em queda de 1,08%. Segundo a Dow Jones, o mercado foi atingido por várias más notícias sobre empresas das áreas de tecnologia e telecomunicações. Ontem à noite, a norte-americana Cisco Systems divulgou resultados abaixo do que se previa no trimestre novembro/janeiro. Hoje, a France Telecom reduziu em 17% a faixa de preço para a oferta inicial das ações de sua unidade de telefonia celular, a Orange. E a Oftel divulgou sua revisão sobre as condições do mercado de celulares, destacando que a concorrência não trouxe ganhos de eficiência para o setor. Segundo a analista Hillary Cook, da Barclays Stockbrokers, o rebaixamento do preço da IPO da Orange teve um impacto particularmente forte porque reduziu o valor da Vodafone. O mercado londrino agora está na expectativa de uma "superquinta-feira". Estão previstos para amanhã os relatórios de resultados de AstraZeneca, Barclays, Shell, Unilever, British Telecom e ICI, além da decisão sobre taxas de juro do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra, cuja reunião começou hoje. A previsão do mercado é um corte de 25 pontos-base nas taxas de juro de curto prazo. França - Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em queda de 1,71%. O mercado também reagiu ao rebaixamento do preço da IPO da Orange pela France Telecom. As ações da France Telecom caíram 6,7%, influenciando outras ações dos setores de tecnologia e telecomunicações.As da Sagem, também do setor de telecomunicações, subiram 5,9%, devido ao movimento especulativo que se seguiu à notícia da morte súbita de seu presidente, Pierre Faure.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.