Bolsa de Mercadorias & Futuros lança selo de qualidade

A Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) lançou nesta segunda-feira, dia 26, o selo de qualidade da Bolsa. Trata-se de uma certificação que será dada a corretoras que cumprirem determinados procedimentos que garantam mais transparência ao mercado de ativos negociados pela instituição. Em contra-partida, a corretora que obtiver este selo receberá uma garantia de até R$ 10 milhões relacionadas ao risco operacional de contratos.O selo faz parte do Programa de Qualificação Operacional (PQO) da BM&F e visa a levar corretoras associadas, principalmente as independentes, a um padrão internacional. "O selo traz a possibilidade de uma corretora tupiniquim ter qualidade internacional", afirmou o presidente da instituição, Manoel Felix Cintra Neto, durante entrevista coletiva à imprensa.O diretor da Bolsa, Edemir Pinto, explica que o selo não será obrigatório mas deve ser encarado como um diferencial para que as corretoras domésticas tenham mais credibilidade no exterior. "Não há a obrigação porque estas corretoras já atendem às exigências domésticas impostas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), BC (Banco Central), a Receita, etc", disse.Foco de atuaçãoDe acordo com o Programa de Qualificação Operacional da BM&F, as corretores terão de optar por um foco operacional e, desta forma, alcançar o selo em uma destas categorias. São elas: agro broker (com foco no agronegócio), carrying broker (foco na custódia de posições), execution broker (foco no trading profissional), retail broker (foco no mercado corporativo) e web broker (foco na prestação de serviços pela internet).Nada impede, segundo os representantes da Bolsa, que as corretoras optem por mais de um selo. De acordo com eles, das 64 corretoras associadas da BM&F, 44 são independentes e 70% dessas já mostraram interesse em adquirir pelo menos um selo.As corretoras terão até o dia 31 deste mês para formalizar a opção pelo selo. De abril a junho a BM&F fará auditorias nessas empresas e, a partir de julho, os primeiros selos serão entregues. Os pedidos do selo para emissões posteriores poderão ser feitos a qualquer momento.CampanhaPara promover o PQO, a BM&F lançará a partir de terça-feira, 27, campanha publicitária em jornais, revistas e internet. E fará também comunicação direta com seus clientes. A agência de publicidade DPZ será responsável pela divulgação que será feita no Brasil e concomitantemente em países da América do Norte, Europa e América do Sul. A BM&F informou que o Financial Times e o Wall Street Journal estão entre os veículos escolhidos no exterior para a campanha que terá inicio na terça. Os representantes da BM&F não quiseram, no entanto, informar o investimento da Bolsa nessa propaganda, alegando que ela se estenderá até junho e que poderá receber recursos extras ao longo do período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.