Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bolsa de Seul bate recorde, mas demais índices fecham em baixa

O dólar australiano alcançou uma nova máxima em 29 anos e a bolsa de valores da Coreia do Sul bateu outro recorde nesta segunda-feira, sugerindo que os investidores ainda estão buscando rendimentos mais altos em ativos de maior risco.

REUTERS

25 de abril de 2011 | 08h02

O índice acionário da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão tinha leve queda de 0,01 por cento às 7h54 (horário de Brasília).

As commodities subiram, com o ouro atingindo a máxima recorde de 1.517,71 dólares a onça e os futuros da prata chegando ao maior valor em 31 anos.

"O mercado está fraco hoje porque Londres está fechado e as pessoas estão apenas tentando impedir quedas maiores", disse o operador de um banco japonês, referindo-se ao feriado de Páscoa em grande parte da Europa.

A maior parte das bolsas asiáticas retrocederam na volta do longo fim de semana de Páscoa, mas o índice referencial de Seul subiu 0,83 por cento, tendo alcançado uma nova máxima recorde intradia.

Em Tóquio, o índice Nikkei caiu 0,11 por cento, mas a valorização das companhias voltadas à exportação, diante da queda do iene, ajudou a conter as perdas do mercado.

O dólar australiano, que costuma atrair compradores quando a economia global está bem e as commodities em alta, atingiu 1,0777 dólar, o maior valor em 29 anos.

As bolsas da Austrália e de Hong Kong ficaram fechadas por feriados.

A bolsa de Taiwan recuou 0,21 por cento, o índice referencial de Xangai perdeu 1,51 por cento e Cingapura encerrou em baixa de 0,22 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.