Bolsa de Tóquio abre em alta e inflação aumenta 1%

Índice Nikkei avançava 32,36 pontos (0,37%) nos primeiros minutos; Topix ganhava 3,10 pontos

Efe,

26 Dezembro 2008 | 01h32

A Bolsa de Tóquio abriu o pregão desta sexta-feira, 26, em alta e o governo japonês anunciou o aumento de 1% da inflação referente ao mês de novembro.   Veja Também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio avançava 32,36 pontos (0,37%) nos primeiros minutos do pregão, para 8.631,86. O segundo indicador, o Topix, ganhava 3,10 pontos (0,37%), para 839,126.   O dólar era negociado a 90,49 ienes na abertura do mercado de divisas de Tóquio, frente aos 90,35 ienes da tarde de quinta-feira. O euro era cotado a 126,79 ienes na abertura do mercado de divisas de Tóquio, frente aos 126,63 ienes da tarde de quinta-feira. Com relação ao dólar, a moeda única européia era trocada a US$ 1,4012, contra US$ 1,4010 do dia anterior.   A inflação aumentou no Japão para 1% em novembro, em comparação anualizada, informou nesta sexta-feira o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do país asiático.   O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) nacional, que exclui alimentos perecíveis por sua excessiva volatilidade nos preços, ficou em 101,6 pontos, sobre a base fixada de 100 em 2005.   A inflação registrada contrasta com o aumento de 1,1% previsto pelos analistas consultados pela agência de notícias Kyodo. Em novembro, a inflação cresceu 0,8% em Tóquio com relação ao mesmo mês do ano anterior, para 101,2 pontos, ainda segundo o ministério.   Os preços de Tóquio são observados no Japão como um indicador avançado da inflação em todo o país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.