Bolsa de Tóquio abre pregão em alta, apesar de onda de cortes

Índice Nikkei subia 122,52 pontos (1,59%), aos 7.804,66; Bolsa de Seul permanece fechada

Agências internacionais,

27 de janeiro de 2009 | 01h16

Após a onda de cortes de vagas que varreu o mundo na segunda-feira, as Bolsas asiáticas abriram o pregão em alta nesta terça-feira, 27.   Veja também: Múltis anunciam 86,5 mil demissões Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    O índice Nikkei subia 122,52 pontos (1,59%), aos 7.804,66. Já o Topix, que reúne as ações mais negociadas, subiu 12,44 pontos (1,61%), aos 780,72.   O dólar abriu negociado em alta no mercado de divisas de Tóquio, cotado a 89,25 ienes, frente aos 88,61 do pregão anterior. O euro também estava em alta e era cotado a 117,74 ienes, frente aos 114,32 do pregão anterior. Com o dólar, o euro era negociado a US$ 1,3188, frente aos US$ 1,2899 do fechamento anterior.   Em Manila, o índice Psei subia 4,85 pontos (0,26%), aos 1.874,77. O índice seletivo JKSE, dde Jacarta, aumentava 4,55 pontos (0,35%), aos 1.320,14. Já o índice composto SET, da Bolsa de Valores de Bangcoc, ganhava 2,43 pontos (0,56%), aos 439,16.   A Bolsa de Seul não funciona nesta terça-feira devido à celebração do Ano Novo Lunar, na Coreia do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.