Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsa de Tóquio cai 0,3% com recuo da Sony

A redução de posições na Sony e em outras blue chips com a aproximação do feriado prolongado da Semana Dourada fez a Bolsa de Tóquio fechar em leve baixa, embora os bancos tenham ajudado a limitar as perdas, após receberem compras em razão dos resultados positivos da auditoria da Agência de Serviços Financeiros (FSA). O Nikkei-225 caiu 40,59 pontos (0,3%), para 12.004,29 pontos, enquanto o Topix, índice amplo que reflete os movimentos de todos os papéis da primeira sessão, terminou o dia em 1.206,92 pontos, com alta de 1,98 ponto (0,2%). Os investidores optaram pelos ajustes de posição já que os mercados japoneses ficarão fechados na quinta-feira e de segunda até quarta-feira da próxima semana, em razão da Semana Dourada, que concentra quatro feriados nacionais. Entre as blue chips que entraram na mira de vendas estavam as da Sony, que caíram 4,3%. A gigante dos eletrônicos previu ontem um lucro operacional maior para o ano fiscal, mas a previsão foi inferior à esperada pelo mercado. A Sharp cedeu 1,2%, mesmo após a companhia ter anunciado lucro recorde no ano fiscal até 31 de março e ter informado que espera bater um novo recorde no atual ano fiscal, que terminará em março de 2005.A maioria dos papéis de bancos fechou o dia em alta, após a inspeção da FSA ter mostrado que as instituições fizeram uma baixa contábil de 440 bilhões de ienes em empréstimos não-realizados, um valor inferior à baixa de 1,3 trilhão de ienes registrada na auditoria anterior feita há um ano. A Mizuho Financial ganhou 5,8%; o Mitsubishi Tokyo, 2,2% e a Sumitomo Holdings, 5,2%. O UFJ Holdings subiu 5%. Entre outras companhias que divulgaram balanços, a Toshiba despencou 7,6%, após a previsão para lucro operacional para o atual ano fiscal - divulgada ontem com o balanço - ter ficado abaixo das expectativas. A Kyocera subiu 0,6%, sustentada pela previsão de lucro robusto no atual ano fiscal. A Canon valorizou-se 0,7%, em reação à elevação dos prognósticos para o ano.A fabricante de câmeras digitais e impressoras prevê vendas melhores de copiadoras coloridas com múltiplas funções e de câmeras digitais. A Seiko Epson caiu 7%, com decepções sobre a previsão de lucros para o ano fiscal. A Hitachi recuou 0,6%, mesmo após anunciar lucro líqüido acima da previsão no ano fiscal terminado em março. Além disso, a companhia previu que seu lucro operacional da empresa crescerá mais de seis vezes, para 100 bilhões de ienes.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 08h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.