portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Bolsa de tóquio cai 0,7%

A preocupação sobre o rumo do petróleo após o incidente na cidade de Khobar, na Arábia da Saudita, e o comportamento em alta do iene represaram o interesse dos investidores em Tóquio. "O mercado teme que as ações nos EUA sejam afetadas pelo comportamento do petróleo, que deve subir após o incidente saudita", comentou o estrategista sênior da Okasan Securities, Tetsuya Ishijima, referindo-se à ação de forças sauditas de segurança para libertar dezenas de estrangeiros que foram tomados como reféns por terroristas islâmicos, sábado, em Khobar, importante centro petrolífero da Arábia Saudita. Um grupo ligado à rede Al-Qaeda assumiu a autoria dos seqüestros. Na ação de libertação, 29 pessoas morreram. O dólar, por sua vez, caiu abaixo de 110 ienes. O índice Nikkei-225 caiu 73,20 pontos (0,65%), para 11.236,37 pontos, após ter subido 143,54 pontos na sexta-feira. O Topix, índice amplo que reflete os movimentos de todos os ativos negociados na primeira sessão, terminou o dia em 1.139,94 pontos, com queda de 2,44 pontos (0,2%). O volume negociado se manteve fraco, com 1,116 bilhão de papéis transacionados na primeira sessão, abaixo do 1,388 bilhão de ativos movimentados no mesmo intervalo na sexta-feira. O feriado de Memorial Day nos EUA e as expectativas sobre o encontro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), na quinta-feira, e o dado de desemprego no mercado norte-americano também serviram de pretexto para os investidores se manterem cautelosos.Os papéis mais vendidos foram os de ações que subiram com força nas sessões anteriores, quando o índice Nikkei-225 acumulou uma alta de 7,7% em nove sessões. As incorporadoras imobiliárias estiveram entre as que foram afetadas por vendas. A Mitsui Fudosan caiu 2,8% e a Mitsubishi Estate, 2,3%. Prevendo uma nova alta do petróleo, os investidores colocaram dinheiro nas petrolíferas. A Nippon Oil ganhou 2,9% e a Showa Shell, 0,9%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.