Bolsa de Tóquio cai 2%

As ações fecharam em queda em Tóquio com o setor de tecnologia na liderança, diante das perdas de ontem do Nasdaq e de dados sobre a demanda por semicondutores. As ações da Advantest e da Tokyo Electron caíram 3,3% e 3%, respectivamente, com divulgação pela Associação de Equipamentos Semicondutores do Japão de demanda menor global em maio em relação a abril. A associação disse que a demanda por equipamentos japoneses subiu 89,8% nesse mês, ante expansão de 101% em abril. O índice Nikkei fechou o dia em baixa de 225,82 pontos (2%), em 11.382,08 pontos. Alguns participantes disseram não estar preocupados com o movimento do mercado, o qual consideraram natural diante do ganho de mais de 1 mil pontos para 11.600 pontos nesta semana. Traders disseram que as perdas nas demais bolsas asiáticas também ajudaram a manter os investidores na retaguarda em Tóquio. Os papéis da Sharp voltaram a cair, fechando em baixa de 2,6%, ainda em consequência de preocupações com a demanda por telas planas de cristal líquido para televisores. As ações do Softbank despencaram 5,1%, após sua unidade de negócios Softbank BB ter confirmado o vazamento de informação pessoal de 23 usuários de seus serviços telefônicos via internet. A empresa pediu à polícia que investigue as informações de vazamento de cerca de 1,4 milhão de chamadas feitas por seus clientes. As ações da Mitsubishi Motors caíram 6% com informações de que dois caminhões que estavam em circulação, e cujo modelo é objeto de recall, pegaram fogo.

Agencia Estado,

18 de junho de 2004 | 07h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.