Bolsa de Tóquio cai pelo terceiro pregão consecutivo

A bolsa de Tóquio fechou em queda nesta quinta-feira em meio a contínua queda do dólar ante o iene, que pressiona as ações das exportadoras japonesas e outras empresas cujo negócio é afetado pelo câmbio. O índice Nikkei caiu 0,75%, a 15.478,93 pontos, na terceira desvalorização seguida.

Estadão Conteúdo

09 de outubro de 2014 | 07h50

Um movimento de compra entre dos papéis da Fast Retailing, companhia do mercado de moda, no entanto, ajudou a conter as perdas devido ao otimismo dos analistas com os lucros da empresa, que será informado em breve com o começo da temporada de divulgação dos resultados corporativos.

O índice começou o pregão em alta, seguindo o sentido das bolsas de Nova York, que reagiu bem às indicações da ata do Federal Reserve de que o aperto monetário pode demorar mais do que o esperado. Mas o impulso foi se perdendo durante a tarde com a queda da moeda norte-americana, que era negociada a 107,85 ienes no momento do fechamento na Ásia, ante 108,14 ienes do fim da tarde de quarta-feira em Nova York.

"Taxas de juro reduzidas nos EUA beneficiam as ações em geral, mas no caso do Japão, o dólar alto é usualmente necessário para que as empresas exportadoras registrem valorização", disse o gestor Naoki Fujiwara, da Shinkin Asset Management.

A empresa do varejo de moda Fast Retailing teve alta de 1,50%, enquanto a ABC-Mart subiu 6,5%, também na expectativa de bons resultados no trimestre. Já as exportadoras Fanuc, que caiu 0,9%, e a TDK, com baixa de 1,9%, foram mais afetadas pelo dólar. A Alps Electric também recuou, apesar do anúncio de um lucro melhor do que o esperado no primeiro semestre, fechando com forte desvalorização de 5,4%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.