seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Bolsa de Tóquio fecha em +0,2%

A cobertura de posições em ações seletivas fez com que a Bolsa de Tóquio fechasse em leve alta, com o índice Nikkei-225 subindo 25,35 pontos (+0,2%), para 10.496,67 pontos. O índice chegou a subir a 10.580,43 pontos na manhã, mas os operadores afirmaram que a contínua preocupação sobre a situação dos mercados norte-americanos limitou os ganhos. O Topix, índice amplo que espelha o movimento de todos os papéis negociados na sessão matutina somou 3,20 pontos (+0,3%), encerrando em 1.016,43 pontos. "Vai levar tempo antes de os mercados dos EUA mostrarem uma direção clara", comentou o estrategista da Okasan Securities, Tetsuya Ishijima, lembrando que não há soluções rápidas para a tensão no Oriente Médio e para os escândalos das práticas contábeis fraudulentas de empresas dos EUA. Segundo o estrategista, o mercado de Tóquio só deve descolar dos EUA se o primeiro-ministro Junichiro Koizumi surpreender os investidores com medidas favoráveis, como uma nova reforma fiscal ou ações de combate à espiral deflacionária. Entre as ações que conseguiram se manter no território positivo estavam as da Kyocera, que fecharam em alta de 3,7% e as da Sharp, que avançaram 1,6%. A Sony fechou em baixa de 0,8%, revertendo a alta de mais de 1% registrada durante a manhã. O bloco negativo contou com a presença da Matsushita Electric Industrial, com queda de 1,4%, e a NEC, que recuou 1,6%. As ações mais negociadas foram Sumitomo Mitsui (+0,17%), a Nip Steel (-0,53%) e a Nissan (-0,37%).

Agencia Estado,

25 de junho de 2002 | 08h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.