Bolsa de Tóquio fecha em +0,7% com iene fraco

O enfraquecimento do iene ante o dólar e o balanço robusto da norte-americana Applied Materials alavancaram as ações das exportadoras e de empresas de tecnologia na Bolsa de Tóquio, que fechou com uma valorização moderada. Mas a estréia das ações do Shinsei Bank acabou colocando outros papéis em segundo plano. O Shinsei, um banco japonês falido comprado e reestruturado pela Ripplewood Holdings, uma empresa de investimentos com sede nos EUA, debutou no mercado com uma valorização de 66% sobre o preço fixado na IPO e fechou o dia com alta de 57,5%. No dia, 247 milhões de ações do banco trocaram de mãos. O Nikkei-225 subiu 76,99 pontos (0,7%), para 10.753,80 pontos. O Topix, índice amplo que reflete os movimentos de todos os papéis negociados na primeira etapa da sessão, fechou em 1.059,51 pontos, com alta de 6,53 pontos (0,6%). As ações de tecnologia receberam uma boa demanda de compras, após a Applied Materials, fabricante de equipamentos de semicondutores, ter anunciado lucro trimestral acima do esperado, ontem, após o fechamento da sessão. A Kyocera subiu 4,3% e a Sony, 3,4%. A Advantest avançou 3,1%.A valorização do dólar ante o iene deu alívio aos papéis das montadoras. O dólar foi negociado ao redor de 106 ienes durante grande parte da sessão em Tóquio, acima do nível de 105,40 ienes registrado ontem. A Nissan subiu 2,3%; a Honda, 2% e a Toyota, 1,6%. A Mitsubishi Motors fechou estável, recuperando parte das perdas, após revisar em baixa as suas estimativas de lucro.HK cai 0,44% com realizaçãoAs ações fecharam em baixa em Hong Kong, onde o pregão foi dominado por realização de lucros, já que o principal índice da Bolsa encontra-se próximo à máxima de três anos. A blue chip HSBC liderou a queda. O índice Hang Seng terminou o dia em 13.867,22 pontos, queda de 61,16 pontos (0,44%). Na Coréia do Sul, a bolsa fechou em alta, com os estrangeiros na ponta de compra, adquirindo especialmente ações de instituições financeiras. Os ganhos entre as ações da Samsung Electronics também animaram os investidores. O índice Kospi subiu 4,55 pontos (0,52%), para 881,65 pontos. Em Taiwan, a bolsa fechou no maior patamar em 41 meses, com tecnologia na liderança. O índice composto da Bolsa de Taipé somou 75,67 pontos (1,15%) e fechou em 6.681,52 pontos. Em Cingapura, o índice Strait Times subiu 1,45 ponto (0,08%) e terminou o dia em 1.889,96 pontos. Nas Filipinas, o índice composto PSE ganhou 1,02 ponto (0,07%) e fechou em 1.473,14 pontos. A Bolsa de Kuala Lumpur, da Malásia, fechou em alta de 1,51 ponto (0,18%), em 858,66 pontos. Na Indonésia, o índice JSX da Bolsa de Jacarta terminou o pregão em 789,43 pontos, alta de 3,52 pontos (0,45%). Na Tailândia, o índice SET da Bolsa de Bangcoc fechou em queda de 9,36 pontos (1,26%), em 732,97 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.