Bolsa de Tóquio fecha em alta de 0,2%

A cobertura de posições vendidas e procura de barganhas entre as principais ações japonesas garantiram que a Bolsa de Tóquio fechasse em alta moderada nessa quinta-feira, após as recentes perdas do mercado. O índice Nikkei-225 subiu 17,35 pontos (0,2%), para 10.464,60 pontos. O Topix, índice amplo que acompanha os movimentos de todos os papéis negociados na primeira sessão, fechou em 1.025,48 pontos, com alta de 2,87 pontos (0,3%).A sólida recuperação dos papéis do UFJ Holdings e de outros grandes bancos deram aos operadores uma sensação de alívio. Mas o mercado permaneceu pressionado pelas incessantes preocupações com a trajetória futura do dólar/iene e com o desmonte de posições cruzadas diante da aproximação do fim do ano fiscal, em março. As blue chips de tecnologia tiveram desempenhos divergentes, após o Nasdaq ter caído 2,5%, ontem, em Wall Street. A Sony subiu 1,7%, registrando o primeiro ganho em nove sessões. A Advantest, que ficou, por um breve período abaixo de 8.000 ienes pela primeira vez desde 22 de dezembro, fechou a 8.160 ienes, com alta de 2%.Em direção oposta, a Tokyo Electron caiu 1,1%; a KDDI perdeu 2,7% e a Canon, 1,5%. O volume negociado na primeira sessão foi estimado em 975,70 milhões de papéis, abaixo do 1,201 bilhão de ações da quarta-feira. Excluindo a sessão mais curta dos dias 30 de dezembro e 5 de janeiro, o volume caiu abaixo de 1 milhão de papéis pela primeira vez desde 25 de dezembro, evidenciando a cautela dos investidores. O UFJ disparou 7,1%, rompendo uma seqüência de cinco quedas. O Resona subiu 3,4% e o Mistubishi Tokyo Financial ficou estável. A Toyota subiu 2,65% e a Honda, 1,61%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.