Bolsa de Tóquio fecha em alta de 0,60% à espera de pacote

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei-225 fechou em alta de 61,36 pontos (0,60%), em 10.356,78 pontos, com expectativas em relação às medidas anti-deflação a serem divulgadas e à aceleração das reformas estruturais no país. As atenções se voltarão à política para combater a deflação, que deve ser divulgada dia 27, e à reunião do conselho de política do Banco do Japão, dia 28, disseram traders. Com um melhor humor no mercado, os investidores encararam as notícias sobre a falência de duas outras empresas listadas em Bolsa como um sinal positivo de que as reformas estruturais estão progredindo, disseram traders. A Snow Brand Food anunciou que será liquidada, enquanto a Japan Metals & Chemicals, segundo a imprensa local, abandonou seus esforços para reestruturar sua dívida e também será liquidada. O impacto do anúncio destas falências no mercado foi limitado, afetando apenas empresas relacionadas a elas. Os papéis da Snow Brand Milk, controladora da Snow Brand Food, fecharam em queda de 13%. As ações da Nippon Steel, que tem participação de 8,2% na Japan Metals & Chemicals, caíram 2,0%. A maioria dos papéis de bancos fechou em queda. Apesar de oficiais do governo terem dito que uma injeção de recursos públicos nos bancos é improvável no momento, o mercado observará como o pacote anti-deflação pedirá a eliminação de créditos podres. Os papéis do Asahi Bank, que foram os mais negociados do pregão, fecharam em queda de 4,1% em sua última sessão como empresa listada. O banco deve se unir ao Daiwa Bank Holdings, uma holding formada pelo Daiwa Bank, Kinki Osaka Bank e Nara Bank, em 1º de março. A união criará o quinto maior grupo de bancos do Japão. A maioria dos papéis do setor de tecnologia fechou em alta (Matsushita Electric +4,0%; Kyocera +0,9%), mas os de fabricantes de semicondutores (NEC, Fujitsu, Hitachi) caíram com perdas de ontem nas ações da Intel negociadas no índice Nasdaq. O Topix, barômetro amplo do movimento de todos os papéis da primeira etapa da sessão, fechou de lado, em leve alta de 0,30 ponto (0,03%), em 989,19 pontos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.