Bolsa de Tóquio fecha em alta de 0,9%, liderada por montadoras

O índice Nikkei 225 adicionou 81,97 pontos, ou 0,9%, e fechou aos 9.678,71 pontos, depois de ter recuado 0,3% na sessão de quinta-feira

Hélio Barboza, da Agência Estado,

24 de junho de 2011 | 08h06

A Bolsa de Tóquio fechou em alta depois que as ações das montadoras voltaram a subir, lideradas por Nissan e Suzuki, em seguida às robustas projeções divulgadas por ambas as companhias após o fechamento do dia anterior. O índice Nikkei 225 adicionou 81,97 pontos, ou 0,9%, e fechou aos 9.678,71 pontos, depois de ter recuado 0,3% na sessão de quinta-feira.

O mercado abriu no território positivo e assim permaneceu por toda a sessão, ajudado pelo crescente otimismo acerca dos resultados corporativos domésticos que surgiu após as previsões divulgadas pela Nissan e pela Suzuki. "Com as condições incertas na Europa, na China, na Índia e nos EUA, o Japão é realmente a única economia que com certeza verá uma recuperação", disse Kenichi Hirano, diretor operacional da Tachibana Securities. Ele acrescentou que estão aumentando as expectativas por uma retomada econômica mais rápida do que se previa inicialmente, puxada pela demanda ligada à reconstrução pós-terremoto.

"A melhora nas projeções dos balanços provocou uma mudança nas compras, das ações de empresas de pequeno e médio porte para as de grande capitalização de mercado", apontou Hideyuki Ishiguro, estrategista da Okasan Securities. Nissan teve alta de 0,6% e Suzuki avançou 0,7%, depois de terem subido 1,3% e 3,1%, respectivamente, na quinta-feira. Outras montadoras se beneficiaram: Toyota ganhou 1,1% e Honda terminou com elevação de 1,2%.

Na quarta-feira, o presidente da Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, afirmou que as vendas globais da montadora serão "significativamente mais altas" do que os 4,19 milhões de veículos vendidos no último ano fiscal e que os volumes de produção estão quase de volta aos níveis de antes do terremoto de 11 de março. O novo plano de negócios da companhia, a ser divulgado na segunda-feira, pode representar mais um catalisador de compra, segundo Shigeru Matsumura, analista da SMBC Friend Research Center para o setor automotivo. "Há expectativas de que a Nissan mude sua política de dividendos para refletir o crescimento sustentável nos lucros", disse Matsumura.

Entre outras oscilações importantes, Toshiba fechou em alta de 4,9%, ajudada por uma melhora na recomendação atribuída às suas ações pela Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities, de "Neutra" para "Outperform", acompanhada por um aumento do preço-alvo. Pelo mesmo motivo, as ações da Sony encerraram em elevação pela quarta sessão consecutiva, com adição de 2,4%. Chubu Electric Power ganhou 1,9% com a notícia - mais tarde confirmada - de que a companhia receberá 100 bilhões de ienes (US$ 1,246 bilhão) emprestados pelo governo, até o final deste mês, no âmbito de um programa de empréstimos de emergência criado para ajudar as empresas afetadas pelo terremoto. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Tóquiobolsaíndice Nikkeiação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.