Bolsa de Tóquio fecha em alta de 1,1%

A forte procura pelas ações norte-americanas estimulou a compra de papéis com preços baixos na bolsa de Tóquio, que fechou com o índice Nikkei 225 em alta de 1,09%, ou 111,45 pontos, em 10.337,67 pontos. As ações de bancos dispararam, fazendo aumentar o sentimento de otimismo no mercado, após a agência Dow Jones ter informado que o governo japonês está estudando injetar recursos públicos no banco regional Ashikaga Financial Group, de acordo com fontes próximas ao assunto. O banco afirmou que o artigo da Dow Jones baseia-se em especulação, mas as ações da instituição financeira fecharam em alta de 6,2%, com o quarto maior volume de negociações. Um analista acredita que as ações do Ashikaga deverão continuar voláteis no curto prazo, em meio às incertezas sobre o banco, mas acrescentou que uma possível ajuda para a instituição poderá despertar a preocupação dos investidores para com o setor bancário japonês. As ações do UFJ subiram 3,3%, as do Mizuho Financial ganharam 3,0% e as do Sumitomo Mitsui Financial Group avançaram 3,1%. Os investidores também ficaram animados com o balanço da Applied Materials, que apresentou lucro, receita e encomendas acima do estimado em seu quarto trimestre fiscal. A companhia projetou ganhos adicionais para o trimestre atual. Isso, juntamente com a previsão da consultoria Gartner de crescimento de 20% das vendas globais de chips em 2004, ajudou a Tokyo Electron e a Advantest avançarem 5,4% e 3,6%, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.