Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsa de Tóquio fecha em alta de 1,2%

A bolsa de Tóquio fechou com o índice Nikkei 225 em alta de 1,20%, ou 142,37 pontos, em 11.958,32 pontos, o maior nível de fechamento desde maio de 2002. As ações do setor de tecnologia lideraram os ganhos, depois que o dado favorável sobre emprego divulgado na manhã de sexta-feira nos EUA aumentou as esperanças de que os EUA vão continuar sustentando os lucros das companhias japonesas. O dado ajudou também a diminuir as preocupações com a desaceleração da economia norte-americana, disseram operadores. A onda de compras de papéis da NTT, Kyocera e Sony fizeram com que o Nikkei superasse por alguns momentos a marca psicológica dos 12 mil pontos, pela primeira vez em quase dois anos. A valorização do dólar frente ao iene, que ocorreu aparentemente sem a ajuda das autoridades monetárias japonesas, também contribuiu para os ganhos das exportadoras. O estrategista Shoji Hirakawa, da UBS Securities, prevê que as ações de alta tecnologia e do setor automobilístico vão empurrar o Nikkei para o nível de 12.500 pontos até meados de abril. As ações da NTT saltaram 6,4%, Sony subiu 3,9% e Kyocera fechou em alta de 3,6%. O estrategista Norihiro Fujito, da Mitsubishi Securities, afirmou que o dado sobre emprego dos EUA estimulou a compra por parte de investidores estrangeiros. As encomendas de compra no pré-mercado por meio de corretoras estrangeiras atingiram 20 milhões de ações pela primeira vez desde 25 de março. Ele acredita que o Nikkei vai chegar aos 13 mil pontos em maio, com o aumento do movimento de compra por parte de instituições domésticas a partir de abril.

Agencia Estado,

05 de abril de 2004 | 08h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.