Bolsa de Tóquio fecha em alta de 1,4%

A Bolsa de Tóquio registrou forte valorização, influenciada pelos ganhos ontem em Nova York, os quais beneficiaram especialmente papéis de tecnologia. O sentimento do mercado foi impulsionado ainda pela notícia de que a agência de classificação de risco Standard & Poor´s elevou o rating dos oito maiores bancos do país. O índice Nikkei fechou em alta de 163,59 pontos (1,4%), em 11.744,15 pontos, maior nível desde 30 de abril. As ações da Advantest ganharam 5,3% e as da Tokyo Electron avançaram 5,8%. Os papéis da Kyocera fecharam em alta de 1,8%. O volume de negócios nesta quinta-feira foi inferior ao registrado ontem. Os investidores têm operado nos últimos dias na expectativa da divulgação do relatório Tankan, sobre o sentimento das maiores indústrias em relação à economia, e da reunião do Fed, ambos na próxima semana. Também, no calendário dos participantes de Tóquio estão as eleições em 11 de julho para o Senado, o que amplia a atenção dos investidores aos fatos políticos, especialmente os relacionados ao partido do primeiro-ministro, o Liberal Democrático. No setor automobilístico, as ações da Nissan Motors subiram 3,9%, com o anúncio da montadora de que pretende mais do que dobrar o dividendo que será pago nos próximos quatro anos. As demais montadoras registraram ganhos apenas modestos, com seu desempenho prejudicado pelo fortalecimento do iene. As ações da Sharp subiram 3,6%, com informações de que a companhia adquiriu participação de 8,9% na fabricante alemã de produtos eletrônicos de consumo Loewe. Ambas já possuem negócios e o estreitamento da relação entre as companhias deve ajudar a Sharp a descarregar sua produção de TVs com telas de cristal líquido.

Agencia Estado,

24 de junho de 2004 | 08h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.