Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bolsa de Tóquio fecha em alta de 1,6%

A bolsa de Tóquio fechou em alta liderada pelo setor de tecnologia, influenciado por expectativa de resultados favoráveis entre fabricantes de produtos digitais e pelos ganhos registrados ontem à noite em Nova York. O mercado foi sustentado ainda por recuperação entre as ações de bancos, que ontem caíram forte. O índice Nikkei encerrou o dia em alta de 188,05 pontos (1,6%), em 11.952,26 pontos. As ações da Pionner fecharam em alta de 4,2%, após o jornal Nihon Keizai ter publicado que o lucro operacional da empresa deve disparar 20% no atual ano fiscal. Investidores institucionais adquiriram blue chips de tecnologia para compor seus fundos no início do novo ano fiscal. As ações da Sharp fecharam em alta de 6% e as da Ricoh ganharam 4,4%. Os papéis da Sony fecharam em alta de 2%. Após o encerramento da sessão, a companhia revisou em alta as projeções de lucro líquido para o grupo no ano fiscal que terminou em 31 de março. A empresa disse que seu resultado foi beneficiado por ganho com o câmbio, queda no montante de impostos pagos nos EUA e lucro melhor do que o esperado em suas afiliadas. No setor bancário, as ações da UFJ fecharam em alta de 4,3%. Ontem, suas ações lideraram queda no segmento, após um jornal de Tóquio ter publicado que a instituição subestimou em cerca de 1 trilhão de ienes sua carteira de crédito podre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.