Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsa de Tóquio fecha em alta mesmo com pregão mais curto

A bolsa de Tóquio fechou com o índice Nikkei em alta de 355,10 pontos, ou 2,31%, aos 15.696,28 pontos, em sessão mais curta pelo segundo dia consecutivo. O resultado foi responsável pela recuperação das perdas dos dois pregões anteriores. Foi o maior ganho em pontos desde junho de 2002, estimulado pela compra de ações de Internet e corretoras, como Kabu.com (15,9%) e Softbank (15,0%). A bolsa abriu hoje 30 minutos mais tarde, para evitar a sobrecarga no sistema de processamento de ordens. Ontem o mercado teve de fechar 20 minutos mais cedo, quando o número de ordens processadas se aproximou do limite diário de 4 milhões. "Olhando para o tamanho da queda (dos dois últimos pregões), o mercado reagiu exageradamente ontem à tarde e isso abriu caminho para a entrada de investidores genuínos hoje", disse o gerente de fundos Gentoku Kiyokawa. Apesar disso, alguns operadores e analistas não consideraram que a forte alta de hoje tenha sido uma recuperação técnica e disseram que o mercado ainda deve passar por mais correções. "Podemos esperar outra correção no futuro próximo", disse o estrategista de ações Shinichi Ichikawa, do CSFB. LivedoorComo era de se esperar, as ações da Livedoor não acompanharam o bom desempenho do setor de tecnologia. Os papéis da provedora de Internet tiveram apenas ofertas de compra a 416 ienes, no limite mínimo de baixa, uma queda de 30,2% em comparação como fechamento na terça-feira, depois de não terem sido negociadas ontem. Ações influenciadas pela demanda doméstica, como as dos setores de construção, imóveis e financeiro, tiveram bom desempenho, com os investidores voltando a se concentrar nos fundamentos. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

19 de janeiro de 2006 | 12h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.