Bolsa de Tóquio fecha em baixa de 0,6%

As ações fecharam em queda em Tóquio após três pregões de alta, diante da decepção dos investidores com a revisão em baixa dos números sobre investimento de capital das empresas no relatório do PIB e pressionadas pelo fortalecimento do iene. O índice Nikkei terminou o dia em queda de 72,19 pontos (0,6%), em 11.449,74 pontos. A Canon caiu 1,4%, enquanto a fabricante de equipamentos eletrônicos Kyocera perdeu 2,1%, retirando oito pontos do índice Nikkei. O governo japonês, na revisão do PIB do primeiro trimestre, concluiu que os investimentos de capital feitos pelas companhias japonesas subiram 1,7% no período, abaixo da expansão de 2,4% prevista anteriormente. Economistas esperavam que houvesse revisão em alta dos investimentos. A valorização da moeda japonesa prejudicou especialmente os papéis de companhias exportadoras de alta tecnologia, como Sharp (-2,1%) e Toshiba (-2,1%). As ações da fabricante de chips Tokyo Electron caíram 2,5%, pressionando em quase sete pontos o Nikkei. A fabricante de equipamentos de testes para chips Advantest recuou 1,5%. Os papéis da Mitsubishi Motors perderam 1%, com a declaração da empresa de que a DaimlerChrysler a notificou sobre um pedido de compensação por conta de defeitos em partes de veículos produzidos pelo Mitsubishi Fuso Truck & Bus. Os papéis da Nissan Motor caíram 1% e os da Honda cederam 1,4%.A Trend Micro, terceira maior fabricante no mundo de programas antivírus, fechou mais um pregão em alta, somando 3% nesta quarta-feira, em consequência do anúncio de acordo comercial com a Cisco Systems.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.