Bolsa de Tóquio fecha em queda com notícias dos EUA

A Bolsa de Tóquio fechou com o índice Nikkei-225 em queda de 122,38 pontos (1,07%), em 11.327,06 pontos, com preocupações em relação às perspectivas econômicas dos EUA e à possível volatilidade típica que antecede o vencimento dos contratos futuros sobre o índice. Entre as ações de tecnologia, caíram as da NEC (-1,1%) e da Tokyo Electron (-1,6%), enquanto as de alguns exportadores (Honda +1,9%; Toyota +2,8%; Fuji Heavy +0,3%; Hino Motors +3,8%; Sony +2,7%; Kenwood +2,9%; Pioneer +1,6%) subiram, beneficiadas pela queda do iene em relação ao dólar. Um iene mais fraco eleva o valor dos lucros dos exportadores no exterior quando convertidos para moeda local. As ações dos setores imobiliário e de construção recuaram (Mitsubishi Estate -2,6%; Mitsui Fudosan -3,3%; Sumitomo Realty and Development -1,8%; Kajima -2,7%; Taisei -2,8%), com realização de lucros. Os papéis da Mizuho Holdings caíram 1,8%, reagindo ao anúncio da Agência de Serviços Financeiros de que os problemas no sistema de computadores do banco, ocorridos no início do ano, foram causados por falha humana e má gestão. As ações dos demais bancos também caíram (Mitsubishi Tokyo Financial -0,2%; Sumitomo Mitsui Banking -1,1%; UFJ Holdings -2,5%). O Topix, barômetro amplo do movimento de todos os papéis da primeira etapa da sessão, fechou em queda de 7,63 pontos (0,7%), em 1.093,68 pontos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.