Bolsa de Tóquio fecha em queda de 0,3%

As preocupações sobre o setor de eletrônicos afetaram o humor dos investidores na Bolsa de Tóquio, que fechou em baixa após uma sessão marcada pela hesitação. O aumento contínuo dos juros dos títulos japoneses também exerceu pressão sobre os preços das ações. O Nikkei-225 fechou em baixa de 35,16 pontos (0,3%), em 11.491,66 pontos. O Topix, índice amplo que reflete os movimentos de todos os ativos negociados na primeira sessão, encerrou a sessão em 1.158,54 pontos, com baixa de 1,76 ponto (0,2%). Segundo o gerente de fundos da Toyota Asset Management, Jun Terasaka, as preocupações sobre o setor de eletrônicos têm como origem a produção global de monitores de cristal líqüido (LCD, em inglês) - um componente-chave das televisões de última geração - que estaria acima da demanda do mercado. A Toppan Printing, fabricante de filmes para LCDs, caiu 1,9%. A Sharp perdeu 1,5%. Na sexta-feira, essas preocupações já tinham afetado a Samsung Electronics na Bolsa da Coréia do Sul. O volume negociado na primeira sessão de Tóquio caiu para um giro estimado de 1,2 bilhão de papéis, dos 2,016 bilhões de ações movimentados no mesmo intervalo de sexta-feira, quando as transações foram mais fortes em razão da liqüidação de contratos futuros e de opções de junho.O Sumitomo Trust & Banking subiu 2,3%, com a notícia de que o banco está negociando a compra de duas subsidiárias de gerenciamento de ativos do UFJ Holdings. O UFJ caiu 1,8%.

Agencia Estado,

14 de junho de 2004 | 08h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.