Bolsa de Tóquio fecha em queda de 2,8%

As ações da Bolsa de Tóquio fecharam em forte queda com investidores descarregando os papéis comprados na sessão anterior diante de novos temores em torno dos mercados de ações nos EUA. O índice Nikkei terminou com baixa de 295,90 pontos (-2,8%), em 10.202,36 pontos, anulando o ganho de 202,24 pontos no pregão de quinta-feira. A fraqueza em Tóquio refletiu o novo declínio de Wall Street depois que o índice Dow Jones encerrou com perda de 1,6% e o Nasdaq -2,9%. O frágil desempenho jogou um balde de água fria sobre a esperança de que o mercado acionário poderia estar se restabelecendo após semanas de rápidas quedas.Segundo traders, os investidores venderam por medo de perdas ainda maiores em Wall Street à medida que novos desdobramentos no mundo corporativo, principalmente rumores de que a WorldCom planeja entrar com um pedido de concordata, continuam assustando os investidores. Os problemas nos EUA empurraram o dólar de volta para um patamar abaixo de 116,00 ienes, depois que sinais de força no dia anterior estimularam investidores a comprar ações de exportadores japoneses. Ainda que as ações da WorldCom já tenham despencado, "é difícil prever como o mercado de ações dos EUA vai reagir e qual será o impacto no mercado financeiro", disse o estrategista Tsuyoshi Segawa, do Shinko Securities.Ontem, o jornal The Wall Street Journal informou que a WorldCom deve entrar com um pedido de concordata na próxima segunda-feira, citando fontes próximas do caso. Muitos investidores também optaram por ficar de lado à espera da divulgação de mais resultados corporativos de empresas norte-americanas e japonesas, disseram operadores. Segundo participantes do mercado, o foco da próxima semana será observar se o Nikkei vai conseguir manter-se acima da marca de 10.000 pontos.Para Segawa, os investidores em Tóquio podem começar a prestar mais atenção para sinais macroeconômicos negativos nos EUA e os potenciais reflexos para a economia japonesa, principalmente depois que indicadores norte-americanos do início desta semana sinalizaram um significativo enfraquecimento no sentimento dos consumidores dos EUA e na atividade industrial. O Topix, índice amplo que acompanha os papéis negociados na primeira etapa da sessão, perdeu 20,41 pontos (-2%), e fechou em 989,71 pontos. Entre os papéis mais negociados do dia, Kawasaki Steel +0,60%, Nichiro Corp. +2,48%, Tokyo Gas -3,03%, Hitachi -4,49% e Sumitomo Mitsui -0,62%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.