Bolsa de Tóquio suspende cotação da Livedoor

A Bolsa de Tóquio decidiu, nesta segunda-feira, suspender a cotação da companhia Livedoor, pouco depois da Comissão de Supervisão do mercado japonês apresentar uma denúncia criminal contra o grupo de Internet e cinco de seus ex-diretores. A medida começará a valer a partir do dia 14 de abril. Fontes da investigação informaram que o Comitê de Supervisão da Bolsa de Tóquio considera que os executivos da empresa de Internet "conspiraram" para somar 5,34 bilhões de ienes (US$ 45,2 milhões) aos resultados de lucros da empresa. Como resultado, a Livedoor divulgou que teve lucro livre de impostos em 2004 de 5,03 bilhões de ienes (US$ 42,6 milhões), quando o prejuízo passava de 312,78 milhões de ienes (US$ 2,65 milhões).A Promotoria de Tóquio pretende apresentar novas acusações contra os executivos na próxima terça-feira, quando termina o prazo de sua prisão preventiva.NegociaçãoCom a decisão de parar de negociar as ações da Livedoor, a empresa será transferida à chamada linha de liquidação, para que seus títulos sejam cancelados em um mês, de acordo com as novas regras do pregão de Tóquio. Até o fim do prazo as ações continuarão sendo cotadas.Situação difícilCom isso, a Livedoor fica em uma situação difícil. Seus acionistas poderão apresentar processos por perdas e danos para obter compensações pelos prejuízos resultantes da desvalorização de suas ações.Em janeiro, o escândalo em torno de Livedoor, o maior das últimas décadas, provocou o caos na Bolsa de Tóquio, com quedas históricas no índice Nikkei.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.