Bolsa de Tóquio tem maior fechamento em 6 semanas

Investidores ignoram dado ruim sobre a produção industrial e apostam em medidas do governo contra crise

Reuters,

26 Dezembro 2008 | 08h25

O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, teve o maior fechamento em seis semanas nesta sexta-feira, depois que investidores apostaram que um conjunto de medidas governamentais ajudarão a economia global a se recuperar no próximo ano. Veja também:Produção industrial do Japão despencaDesemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  O dólar e o iene caíram uma vez que administradores de portfólio enviaram alguns fundos para ativos mais arriscados enquanto se preparam para fechar seus livros do ano.  A Bolsa de Tóquio encerrou em alta de 1,63%, a 8.739 pontos. Ações que foram recentemente muito abatidas, como Toyota Motor, avançaram apesar da queda recorde da produção industrial do país em novembro.  Investidores em grande medida preferiram se concentrar mais nos esforços dos governos para recuperarem o crescimento que na série de relatórios pessimistas que mostram que a crise financeira deu um duro golpe na economia global no final deste ano.  "Experiências passadas mostram que preços de ações tendem a subir em fins e começos de anos por conta das expectativas em torno do novo ciclo. Apesar das compras dos investidores, o cenário para a economia continua sombrio", disse Yutaka Miura, analista técnico sênior no Shinko Securities.  O volume de negócios foi fraco uma vez que muitos mercados financeiros estão fechados no dia seguinte ao Natal. As bolsas em Hong Kong e Austrália não operaram. Muitos mercados na Europa continuarão parados, apesar da reabertura nos Estados Unidos.  O índice MSCI que reúne bolsas da região da Ásia-Pacífico com exceção do Japão operava em baixa de 0,27% às 8h01 (horário de Brasília) e nesta semana acumulou queda de 2%. No ano, a perda chega a 55%, na maior queda anual nos 20 anos de história do indicador. A bolsa de Seul teve perda de 0,94% e Xangai registrou oscilação negativa de 0,05%. Taiwan apurou alta de 0,26% depois que o governo prometeu ajudar mercados de televisores de tela plana no mais recente esforço para impulsionar a indústria de tecnologia do país. Cingapura fechou em queda de 0,66%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.