Bolsa despenca e dólar sobe com temor de juro maior nos EUA

O mercado brasileiro contabiliza fortes perdas nesta volta do feriado. O investidor reage ao temor de aumento da inflação e dos juros nos EUA. Às 15h25, o dólar comercial é cotado a R$ 2,2610, em alta de 1,21% em relação aos últimos negócios de terça. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em forte queda de 3,17%. Os juros futuros e o risco Brasil - taxa que mede a desconfiança do investidor estrangeiro em relação à capacidade de pagamento da dívida do País - retomam a alta. Esta é mais uma onda de aversão dos investidores estrangeiros ao risco dos ativos de mercados emergentes. O nervosismo foi iniciado na terça-feira pela divulgação da ata da última reunião do banco central dos EUA, na qual as autoridades revelaram considerar que o juro ainda não chegou a um nível capaz de acomodar os preços no país.Ou seja, se a inflação norte-americana continuar pressionada, os juros nos EUA podem subir mais. O fato é que juros maiores nos Estados Unidos deixam menos atrativos os investimentos em países emergentes e, com isso, a tendência é que os investidores retirem daqui os seus recursos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.