Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bolsa do México fecha em queda de 1,50%

A Bolsa da Cidade do México fechou com o índice IPC em queda de 1,50%. "Foi um pregão bastante ativo, mas colado demais no Nasdaq", comentou o trader Alvaro Garcia, da Merrill Lynch. Segundo a Dow Jones, os investidores concentraram suas atenções na Telmex e em sua subsidiária América Móvil, da área de telefonia celular, cujas ações começaram a ser negociadas hoje.As ações da América Móvil fecharam 3,6% acima do preço da abertura, definido em um leilão realizado ontem. As da Telmex, por sua vez, fecharam em queda de 3,6%; as da Carso Global Telecom, principal acionista da Telmex, caíram 3,1%.

Agencia Estado,

07 de fevereiro de 2001 | 20h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.