Bolsa em queda de 2,30%, dólar e juros sobem

O mercado financeiro no Brasil operou durante a manhã seguindo as tendências internacionais. Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), a maior influência veio da forte baixa registrada pela Nasdaq - bolsa dos EUA que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet - que, há pouco, registrava queda de 4,04%. A Bovespa opera com baixa de 2,30%.Também no mercado de câmbio os negócios refletem a instabilidade externa. No início da tarde a moeda norte-americana estava cotada a R$ 2,0640 na ponta de venda dos negócios - alta de 0,83% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. Também as taxas de juros estão em alta. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,580% ao ano, frente a 16,290% ao ano registrados na sexta-feira.Além do resultado negativo no mercado acionário de Nova York, também a situação argentina é motivo de apreensão por parte dos investidores. Eles desconfiam da capacidade de o governo argentino aprovar no Congresso o pacote de reformas que será anunciado na quinta-feira e que tem como principal objetivo o ajuste fiscal (veja mais informações no link abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.