Bolsa fecha em alta de 0,60% e juros futuros recuam

O Ibovespa ? índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ? encerrou o pregão desta terça-feira em alta de 0,61%, com R$ 919 milhões negociados. Em pontos, a Bolsa registra novo recorde de fechamento, a 19.809 pontos. A pontuação supera a anterior, de 19.690 pontos, registrada ontem. O recorde durante o pregão (intraday) passou para 19.820 pontos ? marca alcançada hoje, às 11h35.Em Nova York, o mercado não se sensibilizou com o pujante crescimento revisado do PIB americano no terceiro trimestre do ano, de 8,2%. O índice Dow Jones ? que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa norte-americana - subia 0,38% e a Nasdaq ? bolsa que negocia ações de empresas do setor de tecnologia e Internet ? registrava alta de 0,34%.No mercado de juros futuros, os contratos com taxas pós-fixadas (DIs) negociadas na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) com vencimento em julho fecharam com taxa de 16,16% ao ano, frente a 16,22% ao ano. Já o contrato com vencimento em abril fecha com taxa de 16,31% ao ano, frente a 16,32%.O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,9370 na ponta de venda dos negócios, em alta de 0,55% em relação aos últimos negócios de ontem. A moeda norte-americana iniciou o dia no patamar de R$ 2,9230 e oscilou da máxima de R$ R$ 2,9390 à mínima de R$ 2,9200. Com o resultado de hoje, o dólar registra alta de 2,48% em novembro e acumula baixa de 17,03% no ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.