Bolsa fecha em alta de 0,97% e dólar sobe 1,58%

O mercado de ações teve um dia bastante positivo nesta segunda-feira. O Ibovespa ? índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ? fechou em alta de 0,97%. O volume financeiro foi de R$ 700 milhões. Neste mercado, a influência maior foi das bolsas de Nova York que fecharam em alta ? Nasdaq em 3,44%, Dow Jones em 1,62%. O dólar comercial ficou pressionado o dia todo e fechou cotado a R$ 2,8850 na ponta de venda dos negócios, em alta de 1,62% em relação às últimas operações de ontem. A cotação de fechamento ficou bem próxima do patamar máximo, que foi de R$ 2,8860. Na abertura do dia, a moeda norte-americana foi negociada a R$ 2,8500. Segundo apurou a editora Silvana Rocha, o desaquecimento das exportações, a queda do preço dos títulos brasileiros no exterior (C-Bonds), o aumento da taxa de risco país ? que mede a confiança na capacidade de pagamento da dívida ? e as incertezas sobre a primeira rolagem dos papéis públicos atrelados ao dólar - que são usados como hedge (proteção) em dólar para as empresas ? foram os motivos para a alta da moeda norte-americana. No mercado de juros futuros, os contratos com taxas pós-fixadas, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), com vencimento em janeiro de 2004, encerraram o dia em 22,35% ao ano.

Agencia Estado,

07 Julho 2003 | 18h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.