Bolsa fecha em alta de 1,08% e juros futuros recuam

O movimento nos mercados foi mais fraco nesta segunda-feira, em função do feriado judaico do Yom Kippur. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou hoje em alta de 1,08%, elevando o ganho no mês para 7,89%. O volume financeiro somou R$ 828 milhões. Os destaques do Ibovespa ? índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - foram as ações do setor siderúrgico. Os papéis preferenciais do tipo A da Usiminas dispararam 7,98% e da Siderúrgica Tubarão, 5,66%. No mercado acionário norte-americano, o índice Dow Jones ? que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Nova Iorque - fechou em modesta alta de 0,24% e a Nasdaq ? bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet - subiu 0,69%.Também no mercado de juros futuros, houve baixo volume de negócios e pouca oscilação de taxas. Os contratos com taxas pós-fixadas e vencimento em abril negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) encerraram o dia pagando taxa de 17,92% ao ano, ante 17,94% ao ano do pregão anterior.O dólar manteve sua trajetória de queda registrada nos últimos dias e fechou na mínima de R$ 2,8640, a menor cotação desde o dia 16 de julho, quando fechou a R$ 2,8520 para a venda. O forte ingresso de divisas estrangeiras em busca do ainda atraente retorno nos diferentes ativos do mercado doméstico e a manutenção de números bastante elevados nos saldos comerciais (a balança registrou superávit de US$ 455 milhões na primeira semana de outubro) continuam sendo a principal explicação para a tendência de queda do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.