Bolsa fecha em alta de 1,14% e dólar recua

O clima positivo permaneceu nos mercados no encerramento da semana. A flexibilização da meta de inflação abriu a possibilidade de corte de juros, o que favorece a economia e, no médio prazo, pode reduzir a dívida do País. Mas o cenário ainda é de incertezas, com a proximidade das eleições presidenciais.O dólar comercial fechou cotado a R$ 2,8200 na ponta de venda dos negócios, em baixa de 1,23% em relação aos últimos negócios de ontem. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 2,8550 e a mínima de R$ 2,8100. Com o resultado de hoje, o dólar acumula uma alta de 12,08% em junho e de 21,76% em 2002.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou o dia em alta de 1,14%, para 11.139 pontos. O volume de negócios totalizou R$ 486 milhões. Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula uma queda de 13,39% em junho e de 17,96% no ano. Nessa sexta-feira, as maiores altas do Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa - foram as preferenciais (PN, sem direito a voto) da Tele Celular Sul (7,82%), Siderúrgica Tubarão PN (7,37%), as ordinárias (ON, com direito a voto) da Acesita (1,92%). A maior baixa continua com Embratel Participações. Hoje, as preferenciais caíram 21,81%.No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagavam taxas de 22,800% ao ano, frente a 23,200% ao ano ontem. Já os papéis com vencimento em julho de 2003 pagavam taxas de 26,200% ao ano, frente a 28,000% ao ano ontem. Mercados internacionaisEm Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,29%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em baixa de 0,27%. Na Argentina, o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 5,38%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.