Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bolsa fecha em alta de 1,88% e juros ficam estáveis

O mercado acionário doméstico voltou a ser influenciado pelas bolsas em Nova Iorque. O Ibovespa ? índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ? fechou em alta de 1,88%. O volume financeiro ficou em R$ 595 milhões. No mês, a Bolsa acumula ganho de 6,16%. No ano, a valorização do índice é de 42,95%.Em Nova Iorque, o índice Dow Jones ? que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Nova Iorque ? fechou em alta de 0,72% e a Nasdaq ? bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet ? valorizou 1,81%.No mercado de juros futuros, as taxas ficaram praticamente estáveis em relação ao fechamento de sexta-feira. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), os contratos com vencimento em abril encerram o dia no patamar de 18,38% ao ano, frente a 18,39% ao ano na sexta-feira; os papéis com vencimento em janeiro ficaram em 18,78% ao ano, frente a 18,81% ao ano na sexta-feira.O dólar comercial encerrou o dia em baixa de 0,24% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. Na ponta de venda das operações, a moeda norte-americana foi negociada a R$ 2,9280. O dólar iniciou o dia no patamar de R$ 2,9420 ? cotação máxima desta segunda-feira ? e chegou à mínima de R$ 2,9270. Com o resultado de hoje, o dólar registra queda de 1,71% em setembro e acumula baixa de 17,29% no ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.