finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bolsa fecha em baixa de 0,25% e juros futuros sobem pouco

Ainda sob a influência do mercado externo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em ligeira baixa de 0,25%, depois de ter atingido a mínima de -1,58% à tarde. O volume financeiro somou apenas R$ 785 milhões.A recuperação parcial no final do pregão foi estimulada por Nova York, onde os índices fecharam em alta. O índice Dow Jones ? que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York ? avançou 0,43% e a Nasdaq ? bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet ? subiu 1,45%, para a máxima pontuação do dia (1.901,73 pontos).As taxas de juro projetadas no mercado de futuros registraram alta nesta terça-feira. Os contratos com taxas pós-fixadas (DI) e vencimento em abril fecharam em 18,23% ao ano, frente a 18,10% de ontem; os contratos com vencimento em janeiro pagavam taxa de 18,71% ao ano, frente a 18,66% ontem e os contratos com vencimento em outubro ficaram com 19,70% ao ano ? estáveis em relação ao patamar registrado ontem.O dólar comercial fechou em alta de 0,69% em relação aos últimos negócios de ontem, cotado a R$ 2,9320 na ponta de venda das operações. A moeda norte-americana oscilou nesta terça-feira entre a cotação máxima de R$ 2,9300 (+0,93%) e a mínima de R$ 2,9040 (+0,03%).

Agencia Estado,

23 de setembro de 2003 | 18h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.