Bolsa fecha em forte queda de 2,99% e juros futuros sobem

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda forte, de 2,99%, com giro financeiro de R$ 1,124 bilhão. Analistas avaliam que esse resultado é um movimento de realização de lucro. Ou seja, investidores vendem ativos que registram rendimento positivo para apurar o ganho obtido. Essa avaliação somente poderá ser confirmada a partir do comportamento da Bolsa nos próximos dias. No mercado acionário norte-americano, essa quinta-feira foi mais um dia de notícias frustrantes em relação ao desempenho das empresas. O índice Dow Jones ? que mede o comportamento das ações mais negociadas na bolsa de Nova York - fechou em alta de 0,16% - e a Nasdaq ? bolsa que negocia papéis de empresas de tecnologia e Internet ? recuou 0,66%.No mercado de juros futuros, os contratos com taxas pós-fixadas (DIs) negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), com vencimento em julho de 2004, pagaram taxa de 17,50% ao ano, frente a 17,45% ao ano registrados ontem. O contrato com vencimento em janeiro registrou taxa de 18,25% ao ano, frente a 18,16% ao ano ontem.O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,8650 na ponta de venda dos negócios, em alta de 0,03% em relação às últimas operações de ontem. A moeda norte-americana iniciou o dia no patamar de R$ 2,8740 e oscilou da máxima de R$ 2,8780 à mínima de R$ 2,8610. Com esse resultado, o dólar registra queda de 0,97% em outubro e acumula baixa de 19,07% em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.