Bolsa japonesa se recupera e fecha em forte alta de 6,4%

Nikkei chegou a operar abaixo dos 7 mil pontos; maioria dos mercados asiáticos encerram pregão no positivo

Agências internacionais,

28 de outubro de 2008 | 04h37

 A Bolsa de Tóquio conseguiu fechar em forte alta nesta terça-feira, após um pregão marcado pela volatilidade. O mercado japonês chegou a operar abaixo dos 7 mil pontos pela primeira vez em 26 anos. A maioria dos outros mercados asiáticos seguiram o japonês e também encerraram com ganhos. Veja também:Lições de 29A crise de 29 na memória de José MindlinVeja o que muda com a Medida Provisória 443Veja as semelhanças entre a MP 443 e o pacote britânico Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise  O índice Nikkei ganhou 459,02 pontos, 6,4%, para 7,621.92. Durante a manhã, chegou a cair 2,3% para 6.994,90, o menor nível desde 1982. O índice Topix, que reúne todos os valores da primeira seção, subiu 37,57 pontos (5,03%), para 784,03. O índice Kospi da Bolsa de Seul ganhou 52,71 pontos (5,57%), aos 999,16. Já o indicador de valores tecnológicos Kosdaq subiu 11,24 pontos (4,30%), para 272,43. Em Hong Kong, a alta registrada no fechamento foi de 1.306,86 pontos, +11,86%. As Bolsas de Cingapura, Bangcoc e Xangai também fecharam no positivo: +0,38%, +4,76% e +2,81%. Os mercados de Sydney, Kuala Lumpur, Jacarta e Manila fecharam em baixa de -0,34%, -3,82%, -4,38% e -0,55%, respectivamente. Texto atualizado às 5h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.