Bolsa não reage com saída da CPMF

As incertezas em relação à Argentina permanecem, mas, durante a manhã, o mercado financeiro esteve mais atento aos fatos internos relacionados à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A declaração do ministro interino da Fazenda, Amaury Bier, de que o governo decidiu isentar os negócios com ações da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) até o fim do ano não surtiu efeito sobre os negócios. No início da tarde, a Bovespa estava em queda de 1,22%.O governo anunciou esta isenção justamente no dia do protesto dos operadores do pregão, que paralisaram as atividades por uma hora, das 12 às 13 horas. O protesto, o maior dos 111 anos da Bovespa, foi contra a realização amanhã, na Bolsa de Nova York, de um evento que vai reunir o ministro da Fazenda, Pedro Malan, além de outras autoridades e empresários. Os funcionários da Bolsa reclamam do esvaziamento dos negócios no mercado doméstico e da migração de investimentos para os EUA.O dólar permaneceu em alta durante toda a manhã. Em função do feriado no Brasil, nesta sexta-feira, os investidores aumentaram a procura por dólares como forma de segurança (hedge). A falta de liquidez pressionou as cotações. Há pouco, o dólar comercial estava cotado a R$ 2,5870 na ponta de venda dos negócios, com alta de 0,35% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 22,750% ao ano, frente a 22,490% ao ano ontem.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires está em queda de 2,06%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com queda de 1,76%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra queda de 2,19%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.