Bolsa negocia R$ 27 bi em outubro; estrangeiros lideram negócios

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou em outubro volume financeiro de R$ 27,31 bilhões, um aumento de 12% em relação aos R$ 24,39 bilhões de setembro. A média diária de operações em outubro foi de R$ 1,37 bilhão e 53.176 negócios, ante a média de R$ 1,16 bilhão e 53.176 negócios do mês anterior. As aplicações realizadas pelos investidores estrangeiros na Bovespa lideraram a movimentação de outubro, com 27,6% de participação, contra 24,6% em setembro. Em seguida ficaram os institucionais, com 27,5% de participação em outubro, contra 28,9% em setembro. Na seqüência, e em igual período de comparação, estão colocados os seguintes investidores: pessoas físicas, com 25,0% contra 29,0%; instituições financeiras, com 14,4% ante 13,3%; empresas, com 4,2% frente a 4,1%; e o grupo outros, com 1,3%, enquanto em setembro representava 0,2%. Destaques A maior alta entre as ações que compõem o Ibovespa - Índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - foi apurada pelas ações preferenciais (PN, sem direito a voto) do Bradesco, que apuraram alta de 14,9%. A maior queda entre os papéis do índice ficou com a Tele Leste Celular, que recuaram 26,9% em outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.