finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bolsa sobe 1,32% e zera perda no mês

Ibovespa dribla recuo das ações no exterior, amparado na expectativa de socorro a empresas e consumidores

Claudia Violante, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

12 de novembro de 2008 | 00h00

A Bovespa resistiu à volatilidade e quedas das bolsas pelo mundo todo, especialmente nos EUA, e terminou em alta pelo 2º dia seguido. A valorização do Ibovespa de 1,32%, aos 37.261,90 pontos, zerou as perdas do índice no mês, embora no ano ainda apure desvalorização de 41,67%. A inversão de sinal da bolsa para o positivo, após cair até 3,47% pela manhã, foi amparada pela redução à metade das perdas dos índices acionários em Nova York no fim da tarde em relação às mínimas intraday. Essa melhora momentânea foi induzida pelo plano do governo para socorrer os proprietários de imóveis em dificuldade e comentários do presidente do Fed de Atlanta, Dennis Lockhart, de que o banco central ainda tem muita munição para ajudar os consumidores e empresas a resistirem à desaceleração econômica. O dólar subiu 1,41%, a R$ 2,222. E o juro de janeiro de 2010 recuou a 15,09%.FRASEAntonio MadeiraSócio da MCM Consultores ao AE Broadcast Ao Vivo''O BC hoje não tem certeza de nada. Deve manter juros por um bom tempo. Mas já deixou claro que se precisar, sobe a Selic''

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.