Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bolsa sobe e se aproxima dos 13 mil pontos

As boas notícias domésticas voltaram a alimentar o otimismo dos investidores na bolsa paulista nesta quarta-feira. A queda da inflação e do dólar, cotado novamente abaixo de R$ 3,00, e a forte alta dos títulos da dívida externa, os C-bond, que está perto dos 90 centavos de dólar, assim como o empenho do governo em acelerar a votação das reformas, empolgaram os investidores. O Ibovespa fechou o pregão com alta de 2,52%, para 12,961 pontos, com excelente volume negociado de R$ 950 milhões.Também animou a divulgação do balanço de negócios do mês de abril. A bolsa movimentou R$ 16,3 bilhões no mês, o que representou um aumento de 52,3% em relação ao giro de março, que foi de R$ 10,7 bilhões. O Ibovespa registrou alta de 11,38% no período, fechando o mês em 12.556,70 pontos.A Bovespa informou que investidores institucionais responderam por 30,2% do movimento de abril, contra 28,3% em março. Os investidores estrangeiros praticamente mantiveram a participação, com 24,1% do volume, ante 24% no mês passado. A participação das pessoas físicas caiu de 23,9% para 22,7%, enquanto as instituições financeiras apresentaram pequeno avanço de 19,1% para 19,2%. Já o investimento feito por empresas passou de 4,2% para 3,3%.As ações que apresentaram o maior volume financeiro no mês passado foram: Telemar PN, com R$ 2,19 bilhões, Petrobras PN, (R$ 1,08 bilhão), CSN ON (R$ 712,73 milhões), Itaú PN (R$ 551,74 milhões) e Vale do Rio Doce PNA (R$ 547,31 milhões. Nas bolsas norte-americanas o dia foi de preocupação, após a análise cautelosa feita ontem pelo Federal Reserve para justificar a manutenção dos juros em 1,25% ao ano. O Dow Jones caiu 0,32% e o Nasdaq recuou 1,11%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.