Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsa volta a subir com giro forte

Bovespa bate quarto recorde consecutivo e supera marca de 61 mil pontos; dólar se mantém abaixo de R$ 1,85

Paula Laier, Célia Froufe e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

28 de setembro de 2007 | 00h00

A Bovespa ontem deixou no meio do pregão a marca de 60 mil pontos e foi além no fechamento, encerrando na máxima em 61.052,4 pontos (+2,24%). Foi o quarto recorde seguido em cinco sessões consecutivas de alta, graças ao forte fluxo de investimentos externos e dos ganhos expressivos dos papéis da Vale do Rio Doce, principalmente. O giro financeiro, de R$ 6,187 bilhões, foi o maior desde 17 de agosto. Em Nova York, as bolsas também subiram, com a expectativa de uma nova redução na taxa do juro básico nos EUA em outubro reforçada por dados econômicos fracos. O dólar manteve-se abaixo do patamar de R$ 1,85, tendo batido, na mínima, R$ 1,838, a menor cotação desde setembro de 2000. Fechou no balcão e na BM&F em R$ 1,843, com quedas de 0,22% e 0,16%. Nos juros, as taxas avançaram. O contrato de janeiro de 2008 subiu a 11,03% .

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.