bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Bolsas americanas sobem em dia de boas notícias

Ações da Microsoft e da Countrywide Financial dispararam e rumores de demissão do presidente do Merrill Lynch contribuíram para o bom humor

Dow Jones Newswires, O Estadao de S.Paulo

27 de outubro de 2007 | 00h00

As bolsas americanas ignoraram o fraco dado de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan - queda para 80,9 pontos em outubro dos 82 pontos estimados - e continuaram o rali visto já na abertura, com as ações de tecnologia liderando os ganhos. O destaque foi o balanço da Microsoft, divulgado ontem após o fechamento, que indicou lucro acima do esperado, e as ações da Countrywide Financial que dispararam em reação às previsões de lucro no quarto trimestre.Mas o que mais agitou o mercado financeiro foram os rumores de que o presidente-executivo do Merrill Lynch, Stanley O''''Neal, seria demitido. As ações do banco de investimentos subiram 6%. Segundo o jornal The New York Times, O''''Neal discutiu com o banco Wachovia a possibilidade de fusão, sem antes obter a aprovação da diretoria. Furiosos, os diretores começaram a estudar possíveis substitutos para o cargo, informou o jornal. Eventuais candidatos seriam Laurence D. Fink, presidente do conselho e diretor-executivo do BlackRock Inc., empresa de investimento com participação do Merrill Lynch, e John A. Thain, diretor-executivo do NYSE Euronext.Além disso, o banco chocou o mercado ao anunciar perdas de US$ 7,9 bilhões, 20 dias depois de prever que ficariam em ''''apenas'''' US$ 4,5 bilhões. O resultado ruim, explicado pela amplitude das posições do Merrill Lynch no mercado de títulos lastreados em dívidas hipotecárias de risco, equivale a cerca de 12% do valor do banco.A gigantesca soma, bem como a considerável diferença nas estimativas, fez os analistas se perguntarem se os diretores do Merrill Lynch estão realmente a par do que se passa no banco. O''''Neal está no banco desde 2003 e sob sua direção o Merrill Lynch apresentou, entre 2003 e 2006, os melhores resultados de sua história.Na Bolsa de Nova York, o índice Dow Jones fechou em alta de 0,99% e o Nasdaq, das empresas de tecnologia, subiu 1,94%.As ações da Microsoft dispararam 11%, depois de informar inesperado ganho no terceiro trimestre. Na quinta-feira, após o fechamento, a Microsoft informou que seu lucro líquido cresceu 23%, para US$ 4,29 bilhões, no terceiro trimestre deste ano, enquanto a receita aumentou 27,4%, para US$ 13,76 bilhões.Apesar de ter prejuízo líquido de US$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre (US$ 2,85 por ação), a Countrywide informou que deverá ter lucro no quarto trimestre de US$ 0,25 a US$ 0,75 por ação, acima da projeção dos analistas de ganho, de US$ 0,21 por ação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.